Laticínio de Ivoti agrega qualidade e preservação ambiental

Queijaria Nova Alemanha - Crédito Rejane Costa AgroEffective DivulgaçãoSustentabilidade e excelência na produção são marcas fundamentais da Agroindústria Laticínios Nova Alemanha, integrante da Associação das Pequenas Indústrias de Laticínios do Rio Grande do Sul (Apil/RS), que na última sexta-feira, dia 26 de julho, recebeu o Certificado de Inclusão no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (PEAF). A partir desta conquista, o empreendimento, localizado na Rota Romântica, no município de Ivoti (RS), passa a ter oportunidades como linhas de crédito com juros mais baixos e novos espaços de comercialização.

Em clima de muita emoção, Rodrigo Staudt, um dos proprietários da agroindústria, agradeceu, ao lado dos familiares, a todos que contribuíram para esta nova fase, prevendo ainda mais visibilidade para a Queijaria e Loja Nova Alemanha. A irmã, Débora, lembrou o avô falecido há quatro anos, destacando a sua luta pela família, exercendo ao mesmo tempo as profissões de professor e agricultor. “Meu irmão e eu sempre quisemos trabalhar no campo e toda a trajetória até este momento, inclusive com premiações, foi sempre muito difícil, mas nunca pensamos em desistir”, afirmou.

Staudt também lembrou das dificuldades iniciais, de quando, aos 14 anos, comprou a primeira cabra, e destacou todo o processo de adaptação às legislações sempre em busca de melhorias. Observou que um dos grandes marcos do laticínio foi a inclusão no Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf), que, conforme explicou, permitiu a comercialização em todo o Estado do queijo diferenciado e de qualidade que a Nova Alemanha produz.

A agroindústria trabalha com 10 tipos de queijos feitos com leite de cabra, oito queijos produzidos com leite de vaca e quatro sabores de iogurte zero gordura e zero lactose. Hoje industrializa 5 mil litros de leite por dia para a produção dos seus itens. O foco de vendas está atualmente na rede hoteleira, restaurantes gourmet e consumidor final. “A nossa venda chega a 70% dentro da propriedade. Mas também participamos de feiras e agora com o PEAF, vamos estar na Expointer, dentro do Pavilhão da Agricultura Familiar. As feiras dão muita visibilidade pelo número de pessoas que passam por elas”, informou Staudt, destacando que também ministra palestras sobre queijos especiais.

Outro fator destacado durante a cerimônia de entrega do certificado, foi a questão da sustentabilidade. A Nova Alemanha tem 100% do efluente líquido tratado sem produtos químicos. A propriedade possui 8,5 hectares, sendo 7 hectares de área de preservação permanente. “Temos uma área que já tem 180 anos de preservação, desde quando foi adquirida pelo nosso bisavô. E o meu avô sempre teve a bandeira de preservar. Reconhecemos a importância disso e hoje nós já temos o retorno do turista que vem aqui e valoriza isso dentro dos nossos produtos”, sinalizou, salientando ainda os prêmios já conquistados e o fato de ser a única agroindústria dentro do Estado licenciada para processar leite de cabra.

Participaram da cerimônia de entrega do certificado de PEAF representantes da Apil/RS, Emater, prefeitura municipal de Ivoti, Fetag e Sicoob. Rodrigo Rodrigues, da Emater Municipal de Ivoti, responsável pela condução da cerimônia, salientou que a certificação representa agregação de valor a pequenos empreendimentos que dão sentido à existência da municipalidade. “A Emater tem esse tema da agroindústria como sendo chave para o desenvolvimento dos municípios”, sinalizou.

O engenheiro agrônomo e assistente técnico Regional da Emater, Márcio Dalben, por sua vez, afirmou que a nova fase do laticínio irá proporcionar grandes experiências, principalmente a partir da Expointer, que é uma vitrine de produtos diferenciados e de qualidade. “ O programa estadual de Agroindústria familiar tem já inclusas quase 1,4 mil agroindústrias e é muito importante receber a Nova Alemanha neste grupo que representa a agroindústria gaúcha”, finalizou.