Fetag reúne cadeia láctea para discussão das IN’s 76 e 77

A Apil/RS esteve presente na reunião da Fetag (Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul) do dia 18 de fevereiro, que reuniu entidades do setor lácteo para tratar sobre as Instruções Normativas 76 e 77 que entram em vigor em 25 de maio de 2019.

A reunião, presidida por Carlos Joel da Silva, Presidente da Fetag, teve a colaboração do Dr. Carlos Alberto Freitas da Cosuel na apresentação dos principais pontos das INs. O que gerou maior discussão foram os relacionados aos indicadores do limite máximo para contagem padrão em placas (CPP), a temperatura do leite cru refrigerado e a assistência técnica.

O entendimento é unânime de que as Instruções Normativas 76 e 77, visam melhorar a qualidade do leite. Porém, unânime também a necessidade da rediscussão desses pontos nevrálgicos e a flexibilização do prazo para adequação do produtor e das indústrias, evitando a evasão de muitos produtores de leite da atividade. A energia elétrica foi um ponto crucial levantado que necessita do empenho conjunto do governo para que se cumpra o item temperatura.

Assim, uma equipe foi composta para formatar o documento a ser entregue à Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, no dia 26 de fevereiro, em Brasília. O diretor da Apil/RS, Ademar Steffenon fará parte desta equipe e Claudiomiro Cenci, do Laticínio Cenci, representará a Apil/RS, em Brasília.

Na reunião estiveram presentes as seguintes entidades: Conseleite, Fundesa, SISCOOP, Fecoagro, Famurs, Emater, IGL; Secretaria da Agricultura, Dália, Codevat, prefeituras, Sicredi Vale do Rio Pardo e os deputados estaduais Elton Weber, Edson Brum e Heitor Schuch. Da Apil/RS além do Ademar Steffenon também participou a Marciane Bianchini, do Laticínios Bio e a secretária executiva da Apil/RS, Maria Regina.

 

Joel (Fetag)

Fetag